quarta-feira, 16 de julho de 2014

Paulo Leminski






um poema
que não se entende
é digno de nota

a dignidade suprema
de um navio
perdendo a rota



Arte de Turner

http://meianoitetododia.blogspot.pt/

Sem comentários:

Enviar um comentário

fale à vontade